Informamos que a partir de 02/06/2021 reajustaremos nossos preços em 5% devido ao impactos nos custos com aumento sofrido em 2021 de +60% no aço, bronze, energia elétrica, bem como outros insumos que nos impedem de manter nossos preços. 

 

 

Lembramos que o IGPM acumulado dos ultimos 12 meses está na casa de 37%* 

 

" Os preços de commodities importantes voltaram a pressionar a inflação ao produtor. Em maio, o IPA-M avançou 5,23%, sob forte influência dos aumentos registrados para minério de ferro (de -1,23% para 20,64%)" *(...)